Pequeno Perfil de um cidadão comum – Belchior

A todos nós que corremos o risco de viver a vida…

A todos nós que fizemos do medo uma arma contra a discriminação….a vontade de construir um mundo mais feliz…uma homenagem de nós prá nós mesmos!!!!!!!!!!!!!

Pequeno Perfil de um cidadão comum – Belchior

Era um cidadão comum como esses que se vê na rua
Falava de negócios, ria, via show de mulher nua
Vivia o dia e não o sol, a noite e não a lua
Acordava sempre cedo (era um passarinho urbano)
Embarcava no metrô, o nosso metropolitano…
Era um homem de bons modos:
“Com licença; – Foi engano”
Era feito aquela gente honesta, boa e comovida
Que caminha para a morte pensando em vencer na vida
Era feito aquela gente honesta, boa e comovida
Que tem no fim da tarde a sensação
Da missão cumprida
Acreditava em Deus e em outras coisas invisíveis
Dizia sempre sim aos seus senhores infalíveis
Pois é; tendo dinheiro não há coisas impossíveis
Mas o anjo do Senhor (de quem nos fala o Livro Santo)
Desceu do céu pra uma cerveja, junto dele, no seu canto
E a morte o carregou, feito um pacote, no seu manto
Que a terra lhe seja leve
Anúncios

A PROVÍNCIA E A NOVA ORDEM MUNDIAL

A PROVÍNCIA E A NOVA ORDEM MUNDIAL

A província tá mesmo doida.
Ou será que são os homens que endoidaram na cidade !
Quando cheguei por aqui nessa província,  os homens e mulheres , nesse momento da história só existiam dois sexos oficiais, e o progresso do mundo, a democracia e a liberdade de expressão deram ao povo a possilidade de escolher a opção sexual que melhor convém a cada um!
Bem voltando á província, bem ou mal, você entrava no coletivo e era um bom dia aqui outro ali.
E não é que hoje entro no meu transporte público e um homem ao lado , delicadamentte diz bom dia a moça que está  ao seu lado, e meu filho aquilo virou a maior confusão…De cara a moça começou ofender o cabra, e chamou de tarado, sem vergonho ,fio de uma ronca e fuça, olha fazia um bom  tempo que não via um forfé daquele(forfé=bagunça),  logo a mulher do lado já se meteu , o motorista parou o coletivo,a cobradora começou a gritar prá que chamassem a polícia.
Foi quando o homem conseguiu terminar o que iniciou: Senhora espere, a sua carteira – a mulher procurou a carteira e nova confusão – o  homem pede calma outra vez e  diz : Calma moça , ao subir no coletivo a sua carteira caiu e eu só entrei nesse ônibus prá devolver a sua carteira , na verdade esse caminho nem é o do meu trabalho.
Assim deu-se o maior silêncio que presenciei aqui na província.
Logo em seguida o homem tocou a campanhia do coletivo , o motorista parou no próximo ponto e ele se foi abanando a cabeça. . .
Bom dia…leitores –
Desculpe-me  foi só um bom dia!

DE VOLTA PARA A MINHA TERRA

DE VOLTA PARA A MINHA TERRA

Estou voltando á Serra da Mantiqueira, verdes matas, morros , ladeiras …

Chego lá no dia do meu aniversário, completando 53 anos , com certeza não é hora de balanço nem de crise!!!!!!!
Se não é hora de crise, posso relembrar sem problemas…
A terra onde nascemos é a terra que não escolhemos , e depois a vida nos leva a terra onde queremos viver…
Nasci numa terra onde a natureza foi abençoada pelas mãos de Deus , característica desse país chamado Brasil.
Cidade do interior de São Paulo uma estância hidromineral que deixou a marca de seus verdadeiros donos.” Os tropeiros e a lenda do sapo gigante 
Uma lenda popular diz que os primeiros a usarem para tratamento as águas de Águas de Lindóia foram tropeiros do século XIX, que descobriram incríveis poderes cicatrizantes.
Os tropeiros teriam espalhado essa notícia por outros estados, atraindo os primeiros turistas.
Havia quem dissesse que o que curava não eram as águas, mas sim um enorme sapo que morava próximo às fontes e ajudava a curar os doentes que delas bebiam e se banhavam.”
E como a lenda essa cidade também me deixou marcas, marcas da adolescência e marcas da juventude.
Cidade onde os conceitos e opções eram totalmente tradicionais ,  história do fundador e dos mandantes da cidade eram as únicas histórias verdadeiras e existentes , o povo e os trabalhadores eram e são ; sempre coadjuvantes da história e o seu papel era e ainda é a servidão. , ou seja, o estado de castas que o estado de São Paulo insiste até hoje em preservar em nome do progresso.
O correto nessa terra era conservar o estado tradicionalista,religioso e com um forte tom do estado ditatorial ,  de tristes lembranças.
E quem discordasse…ERA COMUNISTA , MACONHEIRO , FORA DA LEI !!!
E nós éramos poucos nem perseguidos poderíamos traduzir essa ação,no máximos éramos observados à distância…
E como o tempo é todo poderoso, nos forçou procurar outros caminhos, o caminho reservado aos “ZÉ NINGUÉM”.
E como os comunistas fomos levados a entrar na guerrilha urbana , na decisão do tudo ou nada…entrar de fato para a vida.
E quando cada um ao seu tempo chegou á província, e cada um ao seu tempo descobriu que continuávamos a ser um ZÉ NINGUÉM , diferente ,aqui já não importava o nome ou sobrenome,éramos definitivamente mais um.
Nesse breve balanço sem crise ou mágoa vi que tudo valeu à pena , hoje somos historiadores , geógrafos, professores , economistas , administradores , advogados , artistas…
Esses ZÉ NINGUÉM, venceram a barreira da província e do interior desse estado de São Paulo.
E mais;  nunca esqueceram de onde vieram…
Se nasceram num local que nasceu de uma lenda com certeza nossas vidas viraram um conto de fadas…
Uma ficção!!!!!!!!
Não apenas arriscamos e aqui estamos todos nós…
Dizendo que a vida tem sempre razão!!!!!!!!
Bom dia! Águas de Lindóia estou chegando!
E com certeza a lenda nos acompanhou estamos com algumas marcas, mas cicatrizes foram curadas pela água das Águas de Lindóia!
Salve , Salve , companheiros de caminhada !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!